Causas a disfagia: a dificuldade para engolir - Blog Unicpharma
Disfalgia 1

Causas a disfagia: a dificuldade para engolir

Disfagia é a dificuldade de engolir, o que envolve não só o que é ingerido nas refeições, mas a própria saliva.
O problema é bastante comum em idosos, mas pode acontecer em qualquer fase da vida, dependendo da causa.
O principal sinal de que a disfagia está presente é a sensação de que a comida ou os líquidos estão presos na boca, na garganta ou no esôfago.
Tosse, regurgitação nasal, dor na garganta e até dor no tórax também podem ser sintomas da disfagia.

Causas da disfagia

A lista de possíveis causas é extensa e envolve desde obstruções físicas da faringe ou do esôfago e uso de certos medicamentos até problemas neurológicos e musculares.

Quais são os tipos de disfagia?

Dependendo da origem, a disfagia pode ser classificada em 4 tipos:
Orofaríngea: quando afeta a parte oral e faríngea da deglutição (geralmente causada por doença ou condição neurológica, especialmente Acidente Vascular Cerebral);
Esofágica: quando a passagem de alimentos ou líquidos é dificultada ou bloqueada por um problema mecânico (como formação de um calo no esôfago pelo contato constante com conteúdo ácido do estômago);
Cardíaca: quando há uma dilatação anormal no lado esquerdo do coração, o que acaba comprimindo o esôfago e dificultando a deglutição;
Botulínica:é mais específica e acontece em decorrência do uso de toxina botulínica no tratamento de problemas no pescoço, como o torcicolo.
Quando todas essas possibilidades foram avaliadas (e descartadas), há o diagnóstico de um outro tipo de disfagia, a funcional, que não tem uma causa específica.
Por aí, já é possível perceber que nem toda dificuldade para engolir é igual. É muito importante a avaliação médica para o diagnóstico preciso e o tratamento adequado.

Tratamento da disfagia

A principal função do tratamento dessa condição é evitar que a pessoa engasgue e/ou fique desnutrida por deixar de ingerir alimentos.Dependendo do caso, pode envolver, além de uso de medicamentos, o acompanhamento de fonoaudiólogo e nutricionista.
Por isso, não deixe de procurar ajuda assim que perceber sintomas de disfagia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *