Vasinhos nas pernas: como evitar? - Blog Unicpharma
Shutterstock 280352828

Vasinhos nas pernas: como evitar?

Alguns cuidados podem ajudar a diminuir as chances de desenvolver a condição
Pernas inchadas, cansaço, queimação e vasinhos visíveis nas pernas. Esses são os sintomas de quem possui as famosas varizes, uma condição que incomoda as pessoas por causa de seus sintomas e de seu aspecto, e que acomete de 20 a 33% das mulheres e de 10 a 20% dos homens.
Elas acontecem quando as válvulas internas das veias, que controlam a circulação do fluxo sanguíneo de volta para o coração, ficam comprometidas e não conseguem fazer sua função corretamente. O sangue acaba ficando acumulado nas pernas, dilatando as veias e causando os sintomas.

Para fugir da condição

Duas coisas que estão associadas às varizes são a obesidade e a falta de exercícios. O primeiro é porque o excesso de peso, além de todos os outros males que pode causar a saúde, também sobrecarrega o sistema venoso, particularmente das pernas, por isso essas dilatações são comuns em pacientes obesos.
Já o problema para os sedentários é que a atividade física é essencial para ajudar a melhorar a circulação do sangue, então a chance do indivíduo que possui uma rotina de exercícios, mesmo que de caráter leve, desenvolver qualquer problema venoso é menor.
Para as pessoas que trabalham muito tempo sentadas ou, pior, de pé, o conceito é o mesmo da falta de atividade física. Ficar muito tempo na mesma posição pode comprometer a circulação e aumentar os riscos de desenvolver os vasinhos. Fazer pausas e movimentar as pernas ajuda.
Outro ponto importante para evitar a condição é não fumar. O tabaco pode não ter uma ligação comprovada com as varizes, mas já foi apontado como uma substância que prejudica a circulação sanguínea.
As mulheres também devem ter mais cuidado quando tomam anticoncepcional ou mesmo durante a gravidez, procurando sempre o auxílio e acompanhamento médico, porque o aumento de hormônios no corpo pode ser um fator que compromete a circulação.

 

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *