Limpe seu rosto das sardas - Blog Unicpharma
Sardas 25308 L

Limpe seu rosto das sardas

É durante o verão que percebemos como mais facilidade as diversas manchinhas escuras espalhas pelo corpo. As sardas, popularmente conhecidas, transformam-se em pragas durante a estação mais quente do ano e podem representar um perigo para aqueles que se esquecem da proteção solar.

A genética também contribui para que as pintinhas escurecidas apareçam com mais facilidade em algumas pessoas. Mas independente disso, há uma relação direta do problema cm a exposição aos raios ultravioletas. “As sardas são resultado do acúmulo de pigmentação, estimulado pelo sol e, em geral, surgem dos seis aos 18 anos nas pessoas de pele clara, principalmente”, afirma o dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e especialista do MinhaVida Cesar Cuono. “Mas as marcas podem aumentar em a quantidade e escurecer durante o verão, já que o nível de exposição solar cresce muito nessa época”.

Para evitar que as pintinhas multipliquem-se, no entanto, é necessário tomar alguns cuidados. É preciso cortar a exposição solar em excesso e sempre sair de casa usando protetor solar. Outra dica é nunca deixar que a pele fique bronzeada demais, a ponto de descascar. Com isso, o tecido fica mais sensível à radiação e mais sardas acumulam-se.

Saúde protegida
Normalmente, as sardas não são prejudiciais a saúde. Mas elas servem como alerta, indicando que a proteção contra os raios solares anda deixando a desejar. O perigo, segundo o dermatologista, está em algumas alterações que as marquinhas podem apresentar. “As sardas precisam apresentar um tamanho relativamente pequeno e tonalidade marrom clara. Quando elas começam a escurecer muito, chegando até a ficar pretas, é preciso procurar um dermatologista”, afirma Cesar Cuono.

Tratamentos
Os tratamentos que prometem acabar com as sardas podem variar bastante. Mas o médico afirma, que depois de poucas semanas, todos eles oferecem resultados visíveis e positivos. “O tratamento para acabar com as sardas, na maioria das vezes, começa com a fotoproteção. Ela funciona como um distribuidor de substâncias destinadas a proteger a pele das radiações ultravioletas. O complemento varia desde a aplicação de peelins até laser e luz intensa pulsada”.

À exceção do uso de filtro solar, os outros métodos são indicados pó finalidade estética (e não como ação de saúde). E, durante o tratamento, não é preciso se afastar das atividades normais do dia-a-dia, mas o sol deve ser evitado a todo custo. Do contrário, a pele pode ficar ainda mais manchada.

 

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *