Shutterstock 363138119

Problema de audição: veja os motivos

Condição pode estar ligada a fatores externos ou outras doenças
Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que 70% da população de idosos apresenta algum tipo de problema de audição após os 65 anos de idade e muitos casos estão associados ao envelhecimento natural.
Porém, resultados de estudos da Academia Brasileira de Otorrinolaringologia e da Sociedade Brasileira de Otologia apontam que um grande número de jovens também vem apresentando deficiências auditivas. E, atualmente, os fatores mais comuns que causam essas condições podem ser controlados ou evitados.

Poluição sonora

Hoje, a exposição a sons muito intensos representa a segunda causa mais comum de problemas auditivos. Qualquer som acima de 85 decibéis já é considerado de risco para a saúde auditiva e, diferente do que muitos imaginam, coisas do nosso dia a dia podem emitir sons mais potentes do que isso.
Dependendo do show de rock que você vai assistir, os decibéis podem chegar a 110. Música alta no fone de ouvido a 120, que também já apresenta maior perigo por estar mais próxima do tímpano. Até mesmo na hora de colocar um quadro na parede com uma furadeira pneumática, que emite entre 100 e 105 decibéis, pode haver perigo.

Hábitos

Não é novidade que o cigarro e o abuso de bebidas alcoólicas são fatores de risco para condições de saúde e elas incluem problemas de audição. O tabaco e o álcool são substâncias tóxicas para o aparelho auditivo, assim como a cafeína em excesso.

Outras doenças

Pode não parecer, mas o ouvido também é afetado por problemas em outras partes do corpo além da garganta. Condições como a diabetes, o colesterol, a pressão alta, problemas renais e do sistema circulatório, se não controlados, atrapalham a microcirculação do ouvido. Quando isso acontece, uma das consequências pode ser a perda auditiva.

 

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *