Saiba como adaptar o relógio biológico no horário de verão - Blog Unicpharma
4.5 Tog Premium Goose Feather And Down Duvet   Double

Saiba como adaptar o relógio biológico no horário de verão

Com a chegada das altas temperaturas, todo ano é aquela velha história: o horário de verão volta e divide opiniões, já que algumas pessoas o amam enquanto outras o odeiam.

E isso tem uma explicação científica, pois nem todas as pessoas se adaptam à mudança de horário da mesma forma. Além disso, essa alteração não ocorre apenas no relógio mecânico. Durante o horário de verão, é preciso haver uma grande adaptação do nosso relógio biológico.

Nesse período, muitas pessoas têm dificuldade para acordar cedo e, também, para adaptar a alimentação. Por isso, neste artigo, vamos apresentar cinco dicas práticas de como lidar com o novo horário sem afetar sua qualidade de vida. Vamos lá!

Organize sua rotina

Ter uma rotina é muito importante, tanto em questão de organização pessoal e profissional, quanto para o funcionamento do próprio corpo — principalmente das crianças.

Quando chega o horário de verão, é aconselhável ter um cronograma de atividades. Por isso, mantenha o planejamento em todos os seus afazeres — ou seja, realize as tarefas nos mesmos horários de costume —, e a adaptação será mais rápida.

Estabeleça horários para ir para a cama

Com a mudança, é normal que muitas pessoas sintam dificuldade de dormir no horário habitual — e ainda mais dificuldade para acordar cedo. Com o sono prejudicado, há uma desregulação de hormônios importantes, como o cortisol (hormônio da ansiedade) e o GH (hormônio do crescimento). Isso gera um estresse no corpo, que pode, inclusive, afetar o desempenho em funções cotidianas.

Para evitar a situação, uma saída é tentar ir para cama, pelo menos, duas horas antes do horário de dormir. Mesmo que você não durma, o ambiente escuro e calmo, aos poucos, vai fazer com que seu cérebro entenda que é hora de descansar. Também procure se desconectar dos dispositivos eletrônicos e apagar a luz mais cedo possível.

Reorganize a rotina alimentar

A alimentação também tende a ser alterada com o adiantamento de uma hora, já que nosso relógio biológico continuará a sentir fome nos mesmos momentos durante o dia. É comum, também, haver maior ingestão de alimentos durante a noite, devido a demora de pegar no sono. O problema é que, muitas vezes, esses alimentos consumidos não são saudáveis.

Uma alternativa para se adaptar à transformação causada pelo horário de verão é procurar um nutricionista, para estabelecer uma rotina alimentar com alimentos saudáveis e leves, já que estamos em um período de calor. Lembre-se de manter os horários de se alimentar, para que você não tenha grandes dificuldades de se adaptar.

Evitar bebidas estimulantes

Algumas bebidas, como café, energéticos, refrigerantes e determinados tipos de chás, têm cafeína em sua composição — e essa substância nos mantém acordados. No entanto, em um período em que o sono já está prejudicado, elas devem ser evitadas, pois podem atrapalhar ainda mais o metabolismo. Durante o horário de verão, priorize a hidratação: beba muita água, sucos naturais e chás relaxantes (sem cafeína ou teína).

Faça exercícios

Caso você já pratique exercícios físicos com regularidade, a dica é adaptar para atividades mais leves nas duas primeiras semanas e, em seguida, voltar à normalidade. Se você ainda não é praticante de nenhuma atividade física, escolha algo moderado para começar — como caminhar, pedalar ou fazer yoga —, já que o exercício ajuda a manter a disposição ao longo do dia, e também pode ajudar na hora de pegar no sono.

Adaptar o relógio biológico no horário de verão pode ser mais simples do que você imagina. Em caso de dúvidas ou dificuldade de adaptação, procure orientação médica.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *